A Biblioteca do Mosteiro de Strahov em Praga, na República Checa – Por Caroline Sabino

republica

A história da  Biblioteca é muito longa e rica em episódios e não tenho aqui espaço para tanto, então,  falarei da Biblioteca e de suas duas Salas, a Teológica e a Filosófica. São obras-primas do barroco e seu acervo é invejável sob todos os aspectos.

A Sala Teológica, de meados do século XVI, recebeu as raridades que os monges abrigavam há mais de 4 séculos. Seu teto é coberto por afrescos que descrevem passagens da Bíblia, sobretudo o Livro dos Provérbios.

Também na Sala Teológica a “roda da compilação”, encomendada pela biblioteca em 1678 e usada para compilar textos: o escriba distribuía os textos dos vários livros, manuscritos ou códices que lia ou copiava nas prateleiras que giravam conforme sua necessidade: eram feitas de tal modo que os papéis não escorregavam e com certeza poupavam muito trabalho.

Salão Teológico, da Biblioteca do Mosteiro de Strathov

Salão Teológico, da Biblioteca do Mosteiro de Strathov

A sala Filosófica foi construída no final do século XVIII. O espantoso tamanho da sala (comprimento 32m, largura 22m e altura 14 m) é perfeito para o imenso afresco em seu teto, feito pelo pintor vienense Anton Maulbertsch que em 1794 levou seis meses para pintá-lo, com o auxílio de um único assistente.

O tema é “O Progresso Intelectual da Humanidade”: de um lado figuras como Moisés, a Arca da Aliança, Adão, Eva, Caim e Abel, Noé, Salomão e David. De outro, o desenvolvimento da civilização grega até Alexandre, O Grande, pintado ao lado de seu mestre Aristóteles.

Também se vê cenas do Novo Testamento, como São Paulo pregando diante do monumento a um deus desconhecido no Areópago de Atenas. A ciência é retratada nas figuras de Esculápio, Pitágoras e Sócrates.

Salão Filosófica, da Biblioteca do Mosteiro de Strathov

Salão Filosófica, da Biblioteca do Mosteiro de Strathov

Sobre os portões em ferro forjado que levam ao espaço que une as duas salas está escrito: Initium Sapientiae Timor Domini (O começo da sabedoria é o temor a Deus).

As estantes em nogueira abrigam um acervo de mais de 200.000 volumes, a maioria impressa entre 1501 e 1800;  muitos deles sobre  filosofia, tratados de astronomia, matemática, história, filologia, etc.

A coleção de manuscritos, mais de 1500, por seu imenso valor, é guardada numa sala especial.

Fontes:

http://www.strahovskyklaster.cz/webmagazine/page.asp?idk=294

http://www.elfikurten.com.br/

Anúncios